ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha - Dia dos Pais

 

Categorias

 

Fretebras

 

Landing Easydoc

 

Laguna

 



Dow e Log-In inauguram armazém sustentável no Porto de Santos

Publicado em 01/08/2014

Empreendimento traz conceito de baixo impacto ambiental, atendendo aos critérios da certificação LEED para construções sustentáveis, além de modernas técnicas de engenharia e segurança

Utilizando a ciência e expertise da Dow, empresa do setor químico, a Log-In Logística Intermodal inaugurou um armazém com tecnologia de ponta e características sustentáveis, no complexo fabril da Dow, no Guarujá, São Paulo. O espaço, que possui modernas estruturas e um conceito verde de baixo impacto ao meio ambiente, terá 5.500 m², com capacidade para 5.000 posições pallet de carga seca, o que representa um volume aproximado de 4.000 toneladas de produtos Dow.

O projeto foi desenhado de forma a atender aos princípios do sistema Leadership in Energy and Environmental Design (LEED) para construções de baixo impacto ambiental e conta com diversas soluções sustentáveis da Dow. Os critérios de desempenho do LEED avaliam o uso dos recursos naturais, a redução na geração de resíduos e emissões, a viabilidade econômica e o respeito às comunidades do entorno do projeto, antes, durante e depois de suas obras. Diversas iniciativas foram adotadas para atingir estes objetivos:

- Redução de mais de 40% no consumo de água, por meio do uso de dispositivos economizadores de água potável e de coleta de águas pluviais para uso na operação das fábricas e, também, em vasos sanitários e mictórios;

- Instalação de sistemas de iluminação e refrigeração automatizados e com alta eficiência energética, que reduzem em 13% o consumo de energia;

- Sistema de aquecimento de água, por meio de energia solar;

- Utilização da solução da Dow Telhado Branco®, revestimento impermeabilizante que reduz os efeitos das ilhas de calor, por meio do seu alto índice de refletância. Estudos mostram que essa solução confere um ganho considerável em eficiência energética, reduzindo em até 5° a temperatura interior e em até 18° a temperatura da superfície externa do telhado. O produto tem ainda alta durabilidade e resistência à exposição;

- Utilização do verniz acrílico Primal RT 4040, um revestimento 100% base água, pronto para aplicação, resistente à água e aos raios UV e que promove maior durabilidade e proteção de diversas superfícies, como concreto, e telhas de fibrocimento, concreto e cerâmica. Possui, ainda, baixo teor de Compostos Orgânicos Voláteis (COVs), o que contribui para a melhor qualidade do ar e a redução da poluição atmosférica;

- Desenvolvimento e implementação de um plano de gerenciamento dos resíduos da construção, no qual todos os materiais utilizados foram triados e encaminhados para a reciclagem ou para o reaproveitamento na obra;

- 11,34% dos materiais usados tinham conteúdo reciclado.

Além dos critérios do LEED, o espaço conta com modernas técnicas de engenharia e segurança, como pisos nivelados a laser e com sistema protendido, que garante maior resistência e redução de gastos com a recuperação de juntas; sistema de armazenamento verticalizado com seis níveis de altura; vão livre entre colunas internas de 30 metros; docas de carga e descarga com niveladores e portas automatizadas; galpão construído em módulos para contemplar futura expansão; sistema computadorizado de controle de estoque; sistema de combate a incêndio automatizado com rede de hidrantes e sprinklers, e detectores de fumaça e infravermelho; além de uma Estação de Tratamento de Esgoto própria, que tratará 1.600 litros de esgoto por dia, para prover água para fins industriais nas plantas da Dow, no local.

Com o armazém, a Dow reduzirá seus custos com transporte, ao mesmo tempo em que reduz sua pegada ambiental. No novo espaço, a Dow armazenará produtos, como surfactantes (usados em produtos de limpeza, por exemplo), polióis (usados em espumas para colchões e estofados) e biocidas (soluções para controle microbiano), para os próximos anos, e reduzirá em 30 t/ano suas emissões de CO², graças ao uso mais eficiente de sua estrutura e à otimização do transporte de matérias-primas.

“O desenvolvimento sustentável é a base das nossas relações com nossos stakeholders e um elemento essencial na visão da Dow e, portanto, desse complexo industrial. Aliado ao conceito de baixo impacto ambiental desse armazém, estão os benefícios relacionados à localização estratégica do novo espaço, próximo ao maior porto da América Latina, em Santos, e a alguns de nossos principais clientes, o que nos proporcionará uma economia de cerca de R$ 1 milhão por ano”, destaca Diego Arango, diretor Industrial da Dow para o complexo do Guarujá.

Dow e Log-In já atuam em parceria desde 2011, no terminal exclusivo da Log-In em São Francisco do Sul, Santa Catarina. No novo projeto, além de ser responsável pela construção do espaço, a Log-In atuará como operador logístico, recebendo a carga que chega de outras plantas da Dow ao redor do mundo, fazendo o descarregamento dos contêineres, armazenagem e posterior expedição para os clientes da Dow no Brasil.

“A administração desse armazém é mais um passo na diversificação da nossa atuação, que vai muito além da navegação. A companhia oferece soluções logísticas integradas para a movimentação de cargas, na cabotagem e no Mercosul, por meio marítimo, complementado pelo modal rodoviário para serviços porta a porta”, afirma Vital Jorge Lopes, presidente da Log-In.

A expertise da Log-In na movimentação portuária inclui a administração e a armazenagem de carga em um terminal portuário e dois terminais multimodais terrestres. No serviço de cabotagem, a companhia está presente em 14 portos no Brasil e Mercosul e opera uma frota de sete navios porta-contêineres. O modal é o que possui menor impacto ambiental, com ampla redução de CO2. A Log-In se uniu às empresas de desenvolvimento imobiliário, Alianza e Brenv, para construir o armazém. Na fase de construção, o empreendimento foi responsável pela contratação de cerca de 450 profissionais. A Log-In também será responsável pela administração do espaço durante a vigência do contrato. O empreendimento conta com uma equipe especializada, responsável por sua operação, oriundos da região do Guarujá.

 

 

Veja também: