ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha - Dia dos Pais

 

Categorias

 

Fretebras

 

Laguna

 

Landing Easydoc

 



Adimax tem novo armazém autoportante Águia Sistemas

Publicado em 13/05/2015

Fabricante de alimentos para animais tem uma instalação única em tecnologia, que combina autoportante com estocagem dinâmica e transelevador

A Adimax, fabricante de rações para animais, com sede em Salto de Pirapora, São Paulo, tem um novo armazém para seus produtos, projetado e executado pela Águia Sistemas. A instalação, que está em funcionamento há seis meses, destaca-se por ser um autoportante com estocagem dinâmica, equipado com transelevadores, um projeto pouco aplicado no mercado e que torna a Águia, especializada no projeto de sistemas de movimentação e armazenagem de materiais para os segmentos industrial e de logística, uma referência na aplicação.

O armazém autoportante dinâmico com transelevador tem uma área de 1.400 m², 17 metros de altura e capacidade de estocagem de 3.800 posições paletes. O supervisor de Negócios da Águia Sistemas, José Alexandre Conceição, explica que, por se tratar de armazenagem de alimentos, indicou-se a solução adotada, pois a carga tem grande rotatividade e requer controle de datas de validade pelo princípio First In First Out (F.I.F.O), o primeiro palete que entra é o primeiro que sai.

“Uma instalação autoportante, que combina armazenagem dinâmica com transelevadores, não é muito comum. O mercado tem prédios autoportantes com estruturas porta-paletes ou apenas estruturas dinâmicas com transelevadores. Os ganhos para a Adimax vão desde o melhor aproveitamento de espaço, o controle de giro de estoques, a menor movimentação de paletes e a maior eficiência na operação até a redução de avarias nos produtos”, acrescenta Conceição.

O executivo esclarece que a solução foi escolhida não apenas em função do produto a ser estocado e seu giro, mas também pelo melhor custo-benefício de um novo armazém. Um prédio em alvenaria seria mais caro e exigiria maior espaço de estocagem para abrigar as posições paletes previstas pela Adimax. O prédio permitiu uma redução de empilhadeiras em operação, economia em energia e redução de mão de obra. A empresa obteve uma linha de crédito do Finame para o projeto.

A estrutura autoportante dinâmica e telhas de fechamento são de fabricação da Águia Sistemas, e os transelevadores são da Scheffer. Um WMS (software de gestão de armazéns) gerencia as operações da instalação.

 

 

 

Veja também: