16/04/2012

MTR Logística chega ao mercado com experiência para conquistar grandes operações

Entrevista com Hélio Meirim (MTR Logística)

A MTR Logística é uma empresa do Grupo MTR, que atua há 30 anos no mercado de transporte de cargas fracionadas. Seu raio de atendimento estende-se aos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com equipe formada por 1.200 colaboradores e frota composta por um total de 500 veículos entre leves, semi-pesados e pesados, todos monitorados e rastreados.

 

Os principais segmentos atendidos pela empresa são de vestuário, cosméticos, tecnologia e automotivo. Neste momento, o operador tem um projeto logístico no Rio de Janeiro com localização privilegiada, próximo as principais rodovias - Presidente Dutra, Washington Luiz e Avenida Brasil - onde tem estrutura própria com 38.000 m2 de área sendo 8.000 m2 de área de armazenagem e oferece serviços de armazenagem, gestão de estoque, picking, packing e distribuição. E está em fase de construção o novo CD da empresa em Itajai, que terá 10.000m2 e tem início de operação previsto para setembro.

Na entrevista a seguir, o Gerente Nacional de Logística do novo operador, Hélio Meirim, conta mais sobre os planos e processo de estruturação para atender ao mercado em nível nacional:


Helio Meirim, Gerente Nacional
de Logística da MTR Logística

 

Como está sendo a fase de transição na criação da MTR Logística?
Meirim: Ao longo dos últimos dois anos, a empresa vem trabalhando, com a ajuda de uma consultoria externa, no redesenho de seus processos, de sua estrutura e de seu foco de atuação. Dando continuidade a este trabalho, iniciou-se o planejamento estratégico e uma as diretrizes foi continuar aprimorando nossos serviços de transportes, bem como oferecer ao mercado um portfólio completo de soluções logísticas. Decorrente do Planejamento Estratégico, foi estruturado o Grupo MTR que além da MTR Transportes conta agora com a MTR Logística, criada para oferecer soluções de armazenagem, gestão de estoques, picking, packing e distribuição complementando assim os serviços de transportes já oferecidos pelo Grupo MTR. No primeiro momento, a MTR Logística buscou estruturar-se em termos de pessoas, processos, sistemas e infraestrutura para operação, procurando ainda identificar as sinergias possíveis com a MTR Transportes. Já investimos na aquisição do sistema de gestão de armazém (WMS), na aquisição das primeiras estruturas porta-paletes e nas obras de adequação da área de armazenagem no Rio de Janeiro que será no local usado pela nossa operação de transportes. Outro investimento é a construção de nosso novo CD em Itajai (SC) que terá 10.000m2 e tem sua conclusão prevista para setembro deste ano.

Qual será a participação da MTR Transportes na MTR Logística? Serão empresas independentes?
Meirim: A MTR Transportes é uma unidade de negócios dentro do Grupo MTR, responsável pelas operações de transportes do grupo. As estratégias comerciais serão corporativas (MTR Grupo) assim como toda a estrutura de apoio (RH, Finanças, Fiscal ) as unidades de negócios e a gestão das atividades relacionadas ao negócio, ficam dentro de cada unidade de negócios.

O que motivou a criação da MTR Logística?
Meirim: Durante seus 30 anos de atuação no segmento de transporte de cargas fracionadas, a MTR vem capacitando sua equipe, aprimorando seus processos de gestão e implementando novas tecnologias. Ao longo destes anos, alguns de nossos clientes solicitavam pequenos serviços que não necessariamente eram do escopo da atividade de transportes, como por exemplo armazenagem, unitização de carga, separação por cliente/código entre outros. Muitos destes serviços conseguíamos atender, mas também recebíamos solicitações de serviços mais complexos (que não reuníamos condições para atender). Junto com as demandas de nossos clientes, recebíamos algumas solicitações do mercado. Quando a empresa iniciou o seu planejamento estratégico, identificamos que, para poder atender de forma adequada as solicitações de nossos clientes e do mercado de uma forma geral, era preciso estruturar um negócio com foco em serviços logísticos. Neste momento criamos a MTR Logística.

Quais os cuidados a MTR Logística está tendo para se estruturar neste começo de atividades para não se confundir com uma transportadora?
Meirim: A MTR Logística é uma unidade de negócio do Grupo e, como tal, tem seu planejamento, orçamento, metas, resultados e desafios a conquistar. Nosso escopo de serviços (logística in-house, armazenagem, gestão de estoques, montagem de kits e etiquetagem, recebimento e separação de pedidos, expedição e distribuição) visa complementar os já oferecidos pela MTR Transportes.

Que diferenciais a empresa está oferecendo ao mercado?
Meirim: Entendemos que o mercado necessita de uma empresa de logística que compreenda as reais necessidades de seus clientes e que trabalhe, de forma planejada e personalizada. Por isso, vamos oferecer soluções logísticas alinhadas às necessidades e expectativas dos clientes dos segmentos onde atuamos. Aliada a experiência de 30 anos de atuação nos segmentos escolhidos, nossa equipe reúne profissionais com formação técnica e larga experiência em projetos logísticos que poderão ser executados dentro das instalações do cliente, em nossos centros de distribuição próprios ou em locais devidamente alocados para atender a demanda do cliente. O conhecimento dos segmentos onde atuamos aliada a equipe capacitada, suporte da infra-estrutura do grupo e a visão que temos em ser um provedor de soluções sob medida são os diferenciais que estaremos oferecendo ao mercado.

Quais são os pontos fortes da infraestrutura e da prestação de serviços da MTR Logística?
Meirim: Contamos com toda a infraestrutura do Grupo MTR, que hoje tem uma equipe de mais 1.200 colaboradores, distribuídos em 36 pontos nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande de Sul que somam mais de 50.000 m2 de área. Nosso centro de distribuição no Rio de Janeiro conta com uma área própria de 39.000 m2 sendo 8.000 m2 de área de armazenagem e cross-docking e está em localização privilegiada próximo às principais vias de acesso (4 km da Rod. Presidente Dutra, 5 Km da Rod. Washington Luiz e 3 Km da Av. Brasil e 14Km do Aeroporto Internacional, 17Km do porto do Rio). Em Itajai (SC) está em construção o Centro Distribuição Itajai que contará com 10.000 m2 de armazém e está localizado a 5 Km do Porto de Itajai e a 18Km do porto de navegantes. Nossa previsão é de que o mesmo entre em operação até o fim deste ano. Todos nossos CDs possuem área monitorada por CFTV, segurança 24horas e além da área de armazenagem, dispomos de toda infra-estrutura de apoio como estacionamento, vestiários e refeitório. Além da infraestrutura de armazenagem e transportes, nossos clientes dispõem de toda a estrutura necessária para instalação de uma filial (salas individualizadas), tendo ainda salas de reunião e salas de treinamento que podem ser usadas. Em termos de transportes, contamos com uma frota própria de 225 veículos próprios com idade média de 5 anos. Nossos veículos são rastreados e monitorados e toda a carga por nós movimentada tem suporte de apólice de seguro.

Na sua opinião, que pontos uma empresa que acaba de entrar para o mercado de logística com o objetivo da MTR deve estar atenta?
Meirim: Sabemos dos desafios que teremos que vencer, pois existem bons prestadores de serviços logísticos já estabelecidos no mercado e nossa caminhada está apenas começando. No entanto, o mercado sempre busca fornecedores que estejam dispostos a entender e atender novas demandas e, é neste sentido que estaremos atentos em busca das oportunidades. Como somos provedores de soluções logísticas, precisamos estar atentos também à identificação e seleção de pessoas, na definição dos processos-chave, na aquisição de sistemas e de tecnologia de suporte a operação, no correto dimensionamento das instalações e equipamentos e na definição da estratégia comercial a ser adotada.

Como está o mercado brasileiro para operadores que estão entrando em atividades neste momento?
Meirim: Percebo o mercado muito competitivo com operadores que já estão bem consolidados. No entanto, ainda temos segmentos que não optaram pela terceirização logística (total ou parcial). Neste sentido, ainda existem boas oportunidades para operadores que proporcionem soluções para estes segmentos.

Voltar