ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 

Assine Black Friday


Tecnologia de energia solar é aplicada em transporte de cargas

Publicado em 03/10/2017

Novidade é projeto piloto entre Sunew e Transportadora Americana e promete autonomia total ao semirreboque

A Sunew fechou parceria com a Transportadora Americana de autonomia total do semirreboque. Com o projeto piloto, todas as operações da empresa não vão depender da cabine. O objetivo é testar a nova tecnologia em energia solar e orgânica para atingir desempenho máximo em segurança (GPS e sistema de exaustão) e economia de bateria e combustível.

Segundo dados divulgados pela empresa responsável, a solução traz vantagens como leveza, flexibilidade e energia. Para o semirreboque, sistema de exaustão autônomo, iluminação de segurança e economia de bateria são alguns dos pontos positivos. O semirreboque é adesivado com o filme orgânico, capaz de absorver luz solar de forma difusa. A energia é convertida por meio de um sistema eletrônico, que a distribui para os compartimentos necessários.

O gerente de novos negócios da Sunew, Filipe Ivo, explica que o projeto é bem diferentes de estruturas convencionais. “[Enquanto] as estruturas convencionais precisam estar conectadas à bateria para garantir a operação, os modelos com a tecnologia do filme possibilitam ao motorista uma viagem mais segura, confortável e econômica.”

Segundo Celso Luchiari, diretor da TA, a tecnologia apresenta custo baixo em relação aos benefícios. “Uma de nossas operações exige carretas cofre, com fechadura eletrônica. Com essa tecnologia a alimentação da energia acontece de forma independente ao cavalo, evitando contra tempos como travamento das portas e perda de configuração do sistema. Ganhamos tempo e agilidade nos processos de transferência.” Ele acrescenta que espera aumentar em breve o projeto piloto, podendo chegar a dezenas de veículos.

A tecnologia do OPV é a única adequada para esse tipo de aplicação, isso porque, por ser flexível como a borracha não sofre impacto com a movimentação do veículo nas estradas. Já os demais produtos disponíveis no mercado, por terem células rígidas, trincam com o atrito.

 

Veja também: