ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 




Programa de Logística Verde Brasil lança manual de boas práticas para o transporte de carga

Publicado em 04/07/2018

“Manual de Aplicação: Boas Práticas para Transportes de Carga” surge em um contexto em que é importante garantir segurança e redução de custos

O Programa de Logística Verde Brasil (PLVB) anunciou o lançamento do “Manual de Aplicação: Boas Práticas para Transportes de Carga”. A iniciativa reúne acadêmicos da UFRJ, do CEFET/RJ e 21 empresas de diversos segmentos para o aprimoramento da eficiência e a implementação de medidas socioambientais na logística

O objetivo é orientar empresas, membros do PLVB ou não, quanto à escolha, aplicação, avaliação e relato das boas práticas para o transporte de carga por meio do planejamento e execução de procedimentos estruturados. O material surge em um contexto onde é importante garantir a redução dos custos de transporte e a segurança energética por meio da redução da dependência de combustíveis fósseis, colaborando com os compromissos internacionais do país em reduzir as emissões de dióxido de carbono em 37% até 2025 e em 43% até 2030, tomando como base o ano de 2005.

A iniciativa ocorre um ano após o Programa ter lançado o “Guia de Referência em Sustentabilidade: Boas Práticas para o Transporte de Carga”, que consolida 22 boas práticas capazes de contribuir para o aprimoramento da eficiência e da sustentabilidade no que diz respeito ao transporte de cargas.

Economia e ecossistema
As atividades logísticas são essenciais para toda a sociedade, por suprirem cargas e serviços e por ampliarem os resultados econômicos das empresas, representando de 7% a 9% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e cerca de 12% do PIB brasileiro. Segundo a Agência Internacional de Energia (AIE), os transportes são os maiores consumidores mundiais de combustíveis derivados de petróleo, uma fonte de energia não renovável. Representavam 29% deste montante em 2013. Além disso, a categoria de transportes é uma das que mais contribui para a emissão de gases de efeito estufa (GEE), com crescimento de 2,3 vezes nos últimos 40 anos.

O aumento de concentração de GEE na atmosfera é responsável pelo aquecimento global. No Brasil os transportes respondem por 69% do consumo de petróleo e gás natural e por 13,8% das emissões de GEE. De toda energia consumida em transportes no mundo, 93% é de derivados de petróleo e no Brasil, este valor atinge 80%.

“Um dos grandes desafios das empresas para o século XXI é serem sustentáveis e, simultaneamente, eficientes na maneira como operam sua logística e demais atividades, sem que isso impacte sua economia. A criação deste manual visa assegurar a aplicação correta de práticas que persigam este objetivo”, afirma Márcio D’Agosto, Coordenador Técnico do PLVB.

Segundo Cíntia Oliveira, também Coordenadora Técnica do Programa, o emprego correto das ações contempladas neste material pode contribuir para a economia das empresas. “Em quase 80% dos casos, as boas práticas levam à redução dos custos de diversos processos e atividades, uma vez que atuam no sentido de diminuir o consumo de energia, os tempos de operação e aumentar a segurança, a confiabilidade, a flexibilidade e a capacidade das operações”, afirma.

A versão eletrônica do ““Manual de Aplicação: Boas Práticas para Transportes de Carga”” vai ser disponibilizado no site do PLVB para download gratuito, logo após o lançamento marcado para hoje, dia 4. Além disso, numa primeira edição, foram impressas 1.500 cópias que serão distribuídas aos interessados que procurarem os representantes do PLVB nas Empresas Membro ou na Coordenação Técnica do Programa.

As empresas membro do Programa participam de um fórum de discussão mensal sobre logística verde no Brasil, que já tem o reconhecimento de instituições internacionais de renome, como o SFC (Smart Freight Center). Além disso, o PLVB realiza reuniões periódicas com representantes para estabelecer os caminhos que o Programa deve seguir em termos de ações prioritárias.

 

Veja também: