ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 




Porto Brasil Sul desperta interesse do Ministério dos Transportes

Publicado em 30/04/2018

Projeto será o maior porto da região e o quinto maior multicargas do país, com movimentação inicial de 20 milhões de toneladas/ano. 

O Porto Brasil Sul (PBS) foi apresentado no dia 25 de abril para o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro Silveira. O projeto será instalado na região da Ponta do Sumidouro, município de São Francisco do Sul (Norte de SC).

O ministro conheceu o projeto acompanhado do senador catarinense Paulo Bauer e destacou a importância do Porto Brasil Sul para o desenvolvimento logístico do País. “O governo federal tem interesse em incentivar investimentos desta natureza, que geram emprego e renda à população local e a todo o Brasil”, comentou.

“O Porto Brasil Sul é um projeto maduro, que entra em uma nova fase, impulsionado pelo interesse do mercado em projetos robustos de infraestrutura que farão a diferença no Brasil da próxima década”, disse Marcus Barbosa, diretor-presidente do Porto. Já Renato Pavan, diretor técnico do Porto, lembrou ao ministro a excelente localização do terminal e com calado médio de 20 metros. “É uma das melhores regiões do País para a instalação de um moderno porto de águas profundas.” 

O empreendimento solucionará o gargalo logístico das regiões Sul e Sudeste, tornando-as ainda mais competitivas nos mercados interno e externo. O PBS será o maior porto da região Sul e o quinto maior multicargas do País, dispondo de sete terminais e oito berços de atracação, com movimentação projetada 20 milhões de toneladas/ano. A previsão é que quando estiver totalmente em operação gere três mil empregos diretos. 

O projeto foi desenvolvido como um Hub Port – porto concentrador de cargas e de linhas de navegação – do Mercosul, com capacidade para receber, em médio prazo e após as obras de adequação do canal de acesso, os navios da classe Post Panamax, as maiores embarcações de carga do mundo, com até 18 mil TEUs e 220 mil toneladas.

Mais cedo, o diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Mário Povias, também conheceu o projeto e indicou que está em linha “com os planos do governo federal para o setor de infraestrutura portuária”.  O senador Paulo Bauer comentou que Santa Catarina comporta mais um porto, como o Porto Brasil Sul. “Investimentos como este merecem apoio em todos os níveis governamentais”, indicou.

 

Veja também: