ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 




Lacticínios Tirol destaca cuidado com logística como uma das prioridades

Publicado em 07/11/2018

Segundo a empresa, o transporte terceirizado foi escolhido para ajustar o custo de entrega dos produtos

Tirol transporte logística prioridade

O setor de Logística da Lacticínios Tirol distribui o portfólio da marca para todo território nacional. O deslocamento é feito a partir das unidades produtivas, centros de distribuição e armazéns, utilizando transportadoras terceirizadas, operadores logísticos e filiais.

O embarque direto de fábrica representa o maior volume da distribuição em função de um menor custo de atendimento em cargas de alto volume (fechada) e, também, do preço baixo dos produtos distribuídos, como o caso do Leite UHT.

Segundo o gerente de Logística da Tirol, Sandro Salgado, a opção por transporte terceirizado ocorreu, justamente, para que a empresa pudesse trabalhar com um custo adequado para a entrega de seus produtos. “Dessa maneira, garantimos um alto nível de serviço e margem de nossos produtos, bem como concentramos em nosso core business, que é a produção e comercialização de leite e derivados”, explica.

Para atender toda a demanda – cerca de 200 mil litros de leite/dia –, a Tirol utiliza em torno de 280 veículos diários, entre 80 tanques (rodotrem, vanderléia, bitrem e carreta) para coleta do leite in natura nos fornecedores com destino às fábricas da empresa, 150 tanques (rodotrem, carretas, bitrucks e trucks) para atendimento dos clientes via embarques direto de fábrica e mais 50 veículos (trucks, toco, ¾ e HR) para atendimento dos clientes via centros de distribuição/armazéns.

Os grandes volumes de embarque ocorrem a partir da unidade de Treze Tílias (SC), com principais destinos sendo o Litoral de Santa Catarina, que representa em torno de 30% do volume de cargas da empresa, e São Paulo, com mais 25% de participação dos embarques.

Além do transporte rodoviário, a Tirol utiliza o modal aquaviário para transportar suas cargas do Norte e Nordeste com a modalidade de cabotagem, onde consegue um custo 30% menor em relação ao custo via modal rodoviário.

Desafios e metas

A crescente demanda por menor custo, a qualidade do serviço e o menor prazo de entrega estão entre os principais desafios enfrentados pela logística da Tirol. Para superar obstáculos e atingir as metas, a companhia conta com parcerias estratégicas, uma boa programação e roteirização das entregas, utilização de veículos maiores e mais econômicos, fidelização de transportadoras, centralização e consolidação dos estoques.

“Está em nosso radar a otimização das cargas transportadas para buscar um menor custo unitário de frete, a revisão constante da malha de atendimento para evitar viagens ociosas de um ponto a outro de entrega e, também, de projetos de excelência operacional para eliminar todo e qualquer desperdício que possam comprometer o custo total logístico”, diz Salgado, destacando que a empresa desenvolveu o projeto batizado de Fortress, que abriu um novo Centro de Distribuição para otimizar o nível de serviço prestado em Santa Catarina.

 

Veja também: