ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
TOTVS

Intelbras
 

 

Assine Noticia


Jungheinrich aumenta previsão de receita e entrada de pedidos em 2018

Publicado em 28/11/2018

Em relação ao ano anterior a expectativa de aumento da receita está acima dos 10%; valor em novos pedidos, 15%, entrada de novas unidades em 9%

Dr Volker Hues, CFO da Jungheinrich AG: “Apesar das mudanças geopolíticas, o mercado e nossa operação percebem um crescimento agressivo. Nos beneficiamos, em especial, do nosso principal mercado europeu, ao suprir a demanda de sistemas logísticos de maneira positiva. Pedidos recebidos, receita e EBIT crescem ano a ano. O forte aumento nos preços das matérias-primas, os acordos coletivos na Alemanha e as dificuldades de suprimento com alguns materiais, no entanto, representam um desafio e, infelizmente, afetam os ganhos. Como resultado da tendência positiva, aumentamos a nossa projeção para 2018. Os pedidos de entrada devem ficar entre € 3.85 bilhões e € 3.95 bilhões, e a receita do Grupo ficará na faixa de € 3.65 bilhões a € 3.75 bilhões. A previsão de EBIT de € 270 milhões para € 280 milhões permanece. Estamos com muitos pedidos de compra e, com seis meses de pedidos à frente, estamos confiantes em relação ao quarto trimestre e no próximo ano.”

 

Desenvolvimento: janeiro - setembro de 2018

O volume de mercado global para equipamentos manuais aumentou 14%, entre janeiro e setembro de 2018. O índice representa 139 mil unidades. A tração que move o aumento no volume de mercado foi a demanda em países asiáticos, principalmente na China. O volume de mercado na Europa Ocidental aumentou 12%. E, na Europa Oriental, o aumento foi de 21%, graças à Polônia. Mais da metade do crescimento ano-a-ano na América do Norte foi atribuído a um aumento significativo nos pedidos de empilhadeiras contrabalançadas movidas à combustão.

O segmento de produtos para equipamentos de armazenamento registrou um crescimento global de 17% ou 78.000 empilhadeiras, com mais de 40% deste valor atribuído à Ásia e Europa. Metade do aumento de 11% no volume do mercado global de empilhadeiras contrabalançadas - movidos à bateria convencional - foi impulsionado por grandes pedidos de compra feitos na Ásia. Essa região também computou mais de 40% do aumento da demanda global, de 10%, para empilhadeiras à combustão.

Nos três segmentos de produtos, a demanda no mercado chinês impulsionou altas taxas de crescimento em toda a Ásia.

A entrada de novos pedidos no segmento de máquinarios, totalizou 100.6 mil empilhadeiras, 9% acima do ano anterior (92.1 mil unidades). O aumento representa uma demanda crescente no continente Europeu, principal mercado da Jungheinrich.

O valor de entrada de pedidos, que inclui todos os campos de negócios – novas compras de empilhadeiras, alugueis de curto prazo, equipamentos usados e serviços pós-venda - aumentou 15% no ano, o equivalente a € 2.996 milhões (ano anterior: € 2.596 milhões), fato que comprova a crescente busca por soluções de sistemas de logística.

Os pedidos para novos equipamentos de movimentação subiram para € 1.043 milhões em 30 de setembro de 2018, representando € 334 milhões, ou 47% acima do valor comparado ao ano anterior (€ 709 milhões). Em relação aos pedidos que giravam na casa dos € 692 milhões no final de 2017, o aumento representa cerca de € 351 milhões ou 51%. As encomendas, portanto, representaram seis meses de produção. Uma grande quantidade de pedidos é atribuída à divisão “Logistics Systems”.

O aumento de 10% na receita do Grupo em relação ao ano anterior reflete a situação de otimismo. A receita de novos equipamentos foi de € 407 milhões (ano anterior: € 403 milhões) pela divisão “Logistics Systems”. O alto faturamento do ano anterior foi, entre outros fatores, ocasionado por dois grandes pedidos. A divisão “Mail Order” cresceu em mais de 30% e gerou uma receita de € 79 milhões (ano anterior: € 58 milhões).

Além do aumento significativo das despesas de pessoal e preços de matérias-primas, o lucro bruto – sem descontar juros e impostos (EBIT) -  foi impactado negativamente pelos custos para a feira mais importante do setor, CeMAT, e gargalos de abastecimento, acompanhados por aumentos de preços de alguns fornecedores. Apesar disso, o EBIT aumentou 5% ou € 193.3 milhões nos primeiros nove meses do ano (ano anterior: € 183.8 milhões). O retorno do EBIT sobre as vendas (EBIT ROS) foi de 7,2%, comparado com 7,5% no período do ano anterior. O lucro antes de impostos (EBT) subiu para € 175.8 milhões, ao final dos primeiros nove meses

 

 

Veja também: