ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 




Infraero reduz custos com novo modelo de logística de cargas

Publicado em 21/05/2018

Desde agosto de 2017, quando foi licitado o primeiro complexo logístico, os custos foram reduzidos em 65%

Após oito meses do início do processo de concessão dos Terminais de Logística de Cargas (Tecas) da Infraero para empresas privadas, a empresa reduziu em 65% os custos nos terminais dos aeroportos de Goiânia, Curitiba, Recife, Vitória e São José dos Campos, gerando uma economia de R$ 8,5 milhões.

Entre agosto de 2017, quando foi licitado o primeiro complexo logístico, e março de 2018, o custo da estatal com os terminais concedidos foi reduzido para R$ 4,5 milhões, enquanto que no mesmo período de 2016/2017 os custos de operação foram de R$ 13 milhões.

Para o superintendente de Desenvolvimento de Negócios em Soluções Logísticas da Infraero, Edson Antunes Nogueira, a concessão comercial dos terminais de carga para empresas privadas continua impactando positivamente em diversas áreas da empresa. “Os resultados aferidos no primeiro quadrimestre deste ano indicam a continuidade da tendência de crescimento na movimentação de cargas iniciada no segundo semestre do ano passado, gerando as melhores expectativas para 2018”, acrescenta.

Com o novo modelo adotado pela Infraero, foram extintos os contratos de serviços terceirizados e as compras de insumos operacionais dos terminais de carga na área administrativa. Também foi diminuído o número de processos que tramitavam na área jurídica de processos da área de carga da empresa. E ainda foram desoneradas as atividades de fomento para ocupação de áreas comerciais nos complexos logísticos, dentre outras.

 

Veja também: