ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 




Idebra comemora inclusão do jovem menos favorecido na universidade e no mercado de trabalho

Publicado em 18/06/2018

O Instituto de Desenvolvimento Esperança Brasil tem como meta ampliar o número de jovens que já saem empregados no último de curso junto a outras empresas

A IDEBRA, entidade mantida pela multinacional ID Logistics há 12 anos, na cidade Duque de Caxias, Rio de Janeiro, comemora os resultados do trabalho realizado juntos às crianças e jovens da cidade, e também da baixada fluminense, em situação de risco social

O instituto mantém hoje dois cursos profissionalizantes, de capacitação logística e na área de danças urbanas. Nos últimos três anos, 120 alunos formaram-se em assistente de operações logísticas, sendo que 10% já saíram empregados após a finalização do curso e 20% foram absorvidos pelo mercado regional. 30% (160) do total dos jovens atendidos ingressou na universidade.

Desde a sua criação em 2006 pelos executivos franceses da ID Logistics, Eric Hemar, CEO do grupo, Christophe Satin, Diretor de Operações e Pierre Nahon, a entidade já atendeu diretamente e progressivamente 2307 jovens e crianças. Indiretamente, o trabalho da IDEBRA chegou a 21.115 pessoas, através da realização de eventos, atendimento à família dos jovens, etc.

A partir de 2014, quando novas instalações foram inauguradas, observa-se o início de resultados práticos importantes. De acordo com Eduardo Pane, Gerente Executivo da IDEBRA, “Estamos começando a colher os frutos das ações direcionadas para o despertar de talentos nesses jovens”.

De acordo com o CEO da empresa no Brasil, Jesus Hernandez, Diretor Presidente da entidade, esta iniciativa nos enche de orgulho, pois transformamos sonhos destes jovens em realidade, continuaremos trabalhando para que outros jovens tenham a mesma oportunidade.

Formação social: cidadania
Além da formação profissional, o trabalho da entidade tem como diferencial levar o jovem que vive em uma situação de risco social a atuar de forma a promover mudanças que beneficiem também a família, a comunidade e a sociedade em geral. “De uma existência passiva, ele passa a exercer uma atitude proativa perante a vida”, afirma Pane. Tem essa missão o curso de Formação Social, com carga horária de 100 horas, que tem entre seus tópicos a ação responsável em relação ao patrimônio coletivo, ao ambiente e às regras de convivência social.

Hoje os alunos empregados no último dia do curso são absorvidos pela ID Logistics Brasil e a IDEBRA pretende ampliar esse mercado promovendo o trabalho da entidade junto a outras empresas. De acordo com Pane, o curso de Assistente de Operações Logísticas certificado pelo Senac, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, instituição brasileira de educação profissional, tem conseguido formar com excelência para atuação nesse área, tornando-se referência no mercado logístico. Tanto que os demais alunos acabam se destacando nas entrevistas, sendo contratados por outras empresas.

Outro segmento em que os jovens formados pela IDEBRA podem trabalhar é o de danças urbanas. A entidade conta com o auxílio de profissionais gabaritados na área para ministrarem os cursos. Formados, os jovens recebem o registro profissional e podem atuar tanto como dançarinos como instrutores de dança.

90% dos alunos permanecem nos cursos até o final
Os cursos oferecidos pela entidade têm uma taxa de eficiência de 90%, muito acima da média do mercado que é de 50%. Pane atribui esse sucesso ao roteiro adotado desde a selecão do jovem até o acompanhamento junto à família e à comunidade “A seleção é uma etapa importantísima para a obtenção de bons resultados. Procuramos detectar uma real disposição no jovem para a transformação, passando a atuar como cidadão e ator de mudanças junto à família e à comunidade”, explica Pane.

Desafios para os próximos anos
Além da ampliação de vagas no mercado de trabalho, a Idebra pretende, para 2018 e 2019, aumentar o número de atendimentos de 33% para 100% da capacidade do espaço, abrindo duas novas turmas com um total de 66 vagas. Além disso, tem como meta expandir o raio de atuação dos cursos para outras regiões identificadas com o mesmo perfil, capacitando jovens de outras regiões do país.

 

Veja também: