ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 

Quando utilizar condomínios Logísticos é uma boa escolha?


Hamburg Süd e Electrolux lançam projeto para reduzir emissão de CO2

A estratégia, implantada no Porto de Iquique, tem o objetivo é tornar a cadeia de valor agregado mais sustentável

A Hamburg Süd e a empresa sueca Electrolux lançaram um projeto piloto para reduzir as emissões de dióxido de enxofre no Porto de Iquique, no Chile. Para operar os motores auxiliares e as caldeiras durante as escalas, o navio "Santa Clara" (7.154 TEU) utilizou, nos dias 1 e 2 de março, o gasóleo naval de alto grau (MGO) em substituição ao óleo pesado convencional (HFO). Graças ao menor teor de enxofre do MGO, cerca de 95% das emissões de dióxido de enxofre foram proporcionalmente reduzidas para a carga da Electrolux no porto.

O presidente do conselho executivo da Hamburg Süd, Ottmar Gast, explica que a inovação do projeto não está apenas na mudança de combustível. "A novidade é que os dois lados estão assumindo despesas adicionais e custos mais altos para tornar a cadeia de valor agregado mais sustentável. Com esta abordagem, as empresas estão entrando em território inexplorado e dando um exemplo para soluções na navegação mais favoráveis ao meio ambiente", ressalta.

A Electrolux está empenhada em promover a diminuir a emissão de gases poluentes na atmosfera. Segundo Tomas Dahlmann, diretor da empresa, os parceiros da Electrolux conseguiram reduzir as emissões de gás carbônico em 35%. “O próximo passo, como parte do projeto de sustentabilidade ‘For The Better’ (em português “Para o Melhor"), é reduzir os níveis de óxidos de enxofre nos portos que carecem de regulação. Estamos começando no Chile”, diz.

A ideia do projeto surgiu de uma força-tarefa dos membros do Clean Cargo Working Group (CCWG). A mudança de combustível em Iquique representa a primeira fase deste projeto piloto. O próximo passo será estendê-lo a outros portos no Chile, México e Peru.

 

Veja também: