ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
TOTVS

 

Promoção Mochila


Empresa de logística internacional aumenta em 56% importações de Portugal

Publicado em 09/04/2018

Segundo especialistas, o crescimento reflete a tendência de crescimento da relação entre os dois países

As importações de Portugal para o Brasil cresceram 56% em número de processos na Allog International Transport no ano de 2017, na comparação com o ano anterior. Entre os principais produtos importados do país estão commodities, alimentos e bebidas, maquinários e agrobusiness.

Segundo dados do Ministério da Indústria, o Brasil exportou para o mercado português US$ 1,43 bilhão em 2017, 119% a mais do que no ano anterior, enquanto Portugal exportou para o Brasil US$ 827 milhões, com um crescimento de 29% relativamente a 2016.

O aumento das importações de produtos portugueses feitos pela Allog reflete a tendência de crescimento das relações entre os dois países. As trocas comerciais entre Brasil e Portugal alcançaram a marca de US$ 2,26 bilhões em 2017. O valor é o mais elevado dos últimos cinco anos, atrás apenas dos US$ 2,6 bilhões registrados em 2012, de acordo com os dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil (MDIC).

A corrente de comércio entre os dois países cresceu 75% em 2017 em comparação com o valor de US$ 1,29 bilhão transacionado entre Brasil e Portugal em 2016, resultando principalmente em um maior crescimento nas exportações brasileiras para Portugal.

Julho: o melhor mês
Em 2017, o mês em que as duas economias mais transacionaram foi julho, com uma corrente de comércio de US$ 282 milhões. O pior mês foi fevereiro, com menos de US$ 87 milhões. A pauta exportadora brasileira foi dominada pelos minérios e laminados de ferro (contributo de 31%) e pelo petróleo (pouco mais de 25%), além de produtos como o milho (7%) e soja (6%).

As exportações portuguesas para o Brasil em 2017 foram lideradas pelo azeite, com mais de 25%. O gasóleo ficou com 16%, o bacalhau com 7%, o vinho e as peras, ambos com contributos de 5%, foram outros produtos de destaque nas vendas de Portugal para o mercado brasileiro.

 

Veja também: