ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
e-Galpão

 

Categorias

 

Transfolha

 

marlog

 

Assine Mochila

 



Crescimento do e-commerce impacta positivamente no setor de galpões logísticos

Publicado em 22/04/2019

GLP fechou 2018 com 35% do portfólio locado para empresas de varejo online, um crescimento de mais de 80% nos últimos 3 anos

A GLP locou 423 mil m² em 2018 no Brasil, batendo seu próprio recorde pelo segundo ano consecutivo, desde que chegou ao País, em 2012. Mauro Dias, presidente da GLP no Brasil, afirma que o comércio eletrônico está em franco crescimento e, com ele, a GLP tem registrado um salto na ocupação de empresas desse setor em seu portfólio no Brasil.  “Em 2016 a GLP tinha 19% de locações para e-commerce, 22% em 2017, e encerramos 2018 com 35%, que representa um crescimento de 84% em menos de 3 anos”, diz.

Um dos principais destaques nas locações em 2018 foi o contrato de BTS (build-to-suit - construção sob medida) fechado com o Mercado Livre, maior plataforma de e-commerce do Brasil. O galpão de 111.700 metros quadrados no GLP Cajamar II será entregue ainda no primeiro semestre de 2019.

Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), revelam que o e-commerce deve crescer 16% no Brasil em 2019. A Expectativa é faturar R$ 79.9 bilhões de reais neste ano. Este crescimento impacta diretamente no setor de galpões logísticos no país, já que as empresas de e-commerce buscam, principalmente, eficiência e localização estratégica para seus centros de distribuição, segundo Mauro Dias.

“A localização estratégica e qualidade técnica dos empreendimentos da GLP tornam nossas instalações logísticas atraentes para as empresas, que estão sempre buscando otimizar seu sistema de armazenamento e entregas”, explica Dias.

Em 2016, a CBRE publicou o estudo “O futuro do e-commerce mundial e brasileiro e seu impacto no crescimento dos condomínios logísticos”. Uma das principais conclusões do trabalho é que as lojas físicas estão cada vez menores, enquanto os centros de distribuição estão cada vez maiores.  Segundo o estudo, nos shoppings centers, a influência de preço de locação na análise com os condomínios logísticos seria até desequilibrada. Imaginando uma locação em um condomínio logístico triple A, com uma grande loja em shopping center consolidado em SP, por exemplo, o custo do aluguel mais o condomínio tem uma proporção cinco vezes menor ao shopping, com um média de locação de R$25-30/m², enquanto para o shopping fica entre R$ 100-130/m², desconsiderando, ainda, os custos de montagem da loja e funcionários . Ao que parece, é um caminho sem volta, prevê a análise da CBRE.

O estudo também revela que os centros de distribuição serão cada dia mais eficientes e mais próximos aos grandes centros, a fim de atender as entregas a domicílio cada dia mais rápidas. Desde que chegou ao Brasil, em 2012, a GLP vem investindo cada vez mais em condomínios com localização estratégica, em um raio de 30 km das capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, onde a empresa tem 92% do seu portfólio, e são as principais regiões de consumo do País.

Além da localização privilegiada, a GLP constrói empreendimentos sustentáveis. Os galpões da GLP de alto padrão possuem instalações que permitem substanciais economias operacionais para os clientes. Lâmpadas LED com redução de até 70% no consumo de energia elétrica e o reuso de água são alguns exemplos, gerando economia de até 40%.

Mesmo com o crescimento do e-commerce e o aumento da demanda por instalações logísticas modernas, o Brasil ainda carece de empreendimentos com alto padrão de qualidade, segundo Mauro Dias. Hoje, considerando condomínios e galpões isolados, os imóveis que oferecem infraestrutura de alto padrão ainda têm uma presença tímida: cerca de 20 milhões de metros quadrados, que representam apenas 15% do estoque total do mercado.

“O potencial de crescimento para o nosso setor é muito grande, principalmente quando falamos em e-commerce. No geral, as empresas buscam instalações logísticas que ofereçam maior eficiência, com maior aproveitamento de armazenagem, infraestrutura completa, localização estratégica e soluções empregadas para redução de custos. Ainda há muitas oportunidades para a GLP”, avalia Mauro Dias.

 

Quer estar sempre atualizado e preparado para o mercado?
Clique aqui e descubra como a MundoLogística pode te ajudar!

 

Veja também: