ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Promo Caneca Natal

 

Landing Otimização - Quintiq


Correios e companhia aérea Azul anunciam criação de empresa de logística integrada

Publicado em 21/12/2017

Ministro Gilberto Kassab revela que a integração visa unir o melhor dos dois serviços para ofertá-los a um maior número de pessoas

Os Correios e Azul Linhas Aéreas Brasileiras assinaram ontem, 20, um memorando de entendimento para criação de uma empresa privada de solução de logística integrada. A empresa funcionará em um novo modelo de negócio, que deve ajudar no crescimento do setor no Brasil.

A nova empresa terá participação de 50,01% da Azul e 49,99% dos Correios e oferecerá ao mercado o serviço de gestão logística integrada para transporte de cargas, com potencial para tornar-se a melhor plataforma de logística para comércio eletrônico do País. A operação começa a partir das demandas dos Correios e da Azul, movimentando aproximadamente 100 mil toneladas de cargas por ano. Com isso, ambas as companhias terão economia de custo, eficiência operacional e ganho de receita, melhorando a oferta desse serviço para o consumidor.

Em comunicado, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, explicou que a união da Azul e dos Correios é pontual, dada a relevância das duas empresas. “A Azul é a única companhia com uma malha que liga o País, com mais de 100 destinos servidos, [e] os Correios estão presentes em 5.570 municípios da União. Ao ter uma empresa que explore essa sinergia, mais brasileiros poderão contar com esses serviços, permitindo a eles serem ainda mais ativos no desenvolvimento de nosso País.”

“Vimos uma oportunidade ímpar para fazer o Brasil ganhar um serviço de logística ainda mais eficiente”, disse o presidente dos Correios, Guilherme Campos. Segundo ele, o início da empresa vai beneficiar os brasileiros. “Além de conseguirmos reduzir substancialmente os atuais custos com transporte logístico dos Correios, receberemos os dividendos desse negócio, aumentando ainda mais a eficiência de nossa operação.”

Já David Neeleman, presidente da Azul, disse que a nova empresa é uma oportunidade para a Azul ampliar o transporte de cargas e ganhar eficiência operacional. “Somos a única empresa capaz de prestar esse nível de serviço, pois somos a companhia que mais cidades serve no País. Além disso, temos forte presença em Viracopos, que já é o hub de cargas do Brasil. Sem contar com altos índices de pontualidade, fundamental para esse serviço.”

O memorando de entendimento será submetido à aprovação de todos órgãos e instâncias competentes. Somente após sua validação, a nova empresa será criada. Caso seja aprovada, a expectativa é que suas atividades sejam iniciadas ainda no primeiro semestre de 2018.

 

Veja também: