ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 

Quando utilizar condomínios Logísticos é uma boa escolha?


AT&M Tecnologia lidera averbação de transporte de cargas no Brasil

A versão eletrônica do processo foi desenvolvida no país pela primeira vez pelo sócio diretor da empresa, Flademir Lausino de Almeida

Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o Brasil possui mais de 70 mil empresas de transporte, responsáveis pela movimentação total dos produtos para o abastecimento de mercadorias aos consumidores, comércios e indústrias. Em todo o território nacional, as movimentações de cargas devem ter um seguro para evitar prejuízos em casos de roubos e acidentes, sendo obrigatório o seguro de responsabilidade civil.

O processo de registrar a movimentação, análise e verificação da mercadoria é conhecido como “averbação”, ou seja, toda carga precisa estar assegurada. As transportadoras, ao adquirirem os serviços de averbação eletrônica de cargas, têm como objetivo informatizar os processos e investir de forma mais eficiente e segura em relação ao seguro da carga. “Sem isso, seria um trabalho enorme para contratar funcionários e fazer o processo”, explica Flademir Lausino de Almeida, sócio diretor da AT&M Tecnologia, empresa líder no mercado de averbação eletrônica.

A AT&M, especializada em tecnologia de averbação, surgiu em 1996 a partir da tecnologia EDI (Electronic Data Interchange), que atende a todos os segmentos da economia para a troca de informações de forma segura, entre fornecedores, clientes, parceiros, empresas e filiais. Naquela época, o processo de averbação de cada carga no Brasil era feito manualmente. “As pessoas faziam o cálculo das cargas para o seguro, separando por origem e destino e enviavam cópias das guias de transportes para as seguradoras calcular o valor dos prêmios dos seguros”, explica Almeida. Ele conta que, como um profissional de tecnologia, identificou a necessidade do setor e decidiu informatizar o processo. Para tal, Almeida criou uma base para o processo de averbação eletrônica no país.

Entenda o processo
Por mês, a AT&M controla mais de 23 milhões de documentos de seguros e possibilita a troca de informações entre transportadoras, corretores e companhias de seguro. Averbação é coletar todas essas informações, checar para saber se os dados da carga estão coerentes com a apólice do seguro do cliente e transmitir essa informação para a companhia de seguro. Tudo é registrado de forma online, todas as informações ficam armazenadas no sistema por mais de um ano. Quando a transportadora emite o documento de conhecimento de transporte, isso fica registrado no sistema da Secretaria da Fazenda (Sefaz) de cada estado. Dessa forma, o Sefaz responde positivamente por meio de um protocolo que viabiliza a liberação fiscal da mercadoria em relação aos impostos.

Para que a carga fique devidamente coberta pelo seguro, o segurado disponibiliza informações do conhecimento de transporte para o sistema da AT&M, que checa o tipo de carga e se está compatível com tipo de seguro, em relação ao trajeto da carga, distância e valores. Tudo isso é checado em frações de segundos pelos diversos sistemas da empresa, para que, caso ocorra algum acidente, a carga esteja devidamente assegurada e a transportadora possa receber o “prêmio” da seguradora e não ter prejuízo.

Setores de atuação
A AT&M desenvolve sistemas de TI para os segmentos da indústria, comércio, serviços e quaisquer outros que buscam a tecnologia EDI. Atualmente, são mais de 18 mil empresas que utilização soluções AT&M. Os diferenciais da AT&M são a constante evolução para atender o mercado e normas técnicas e normas da própria SUSEP para evitar sonegação na declaração de transporte de carga. Atende os segmentos de seguros, averbação eletrônica, corretores de seguros e companhias de seguros, sendo que hoje mais de 21 companhias de seguros e mais de 780 corretores são atendidos. Além disso, a empresa disponibiliza oito soluções padrões para atender todo o mercado brasileiro e seus diferentes setores, desde a digitação de dados até a integração de redes de computadores.

 

Veja também: