ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Assinatura

 

Categorias

 

Fretefy

 

e-Galpão

 

Intermodal 2019

 

Evento Lean


96% dos cargos de Supply Chain e Operações tiveram aumento de salários em 2018, revela pesquisa

Publicado em 14/01/2019

 

Mais da metade dos profissionais receberam aumento acima da inflação. É o que revela recente o levantamento realizado pelo PageGroup, líder global em recrutamento executivo. De acordo com o Guia de Salários PageGroup 2019, foi registrado ganho real salarial em 51% dos cargos avaliados em relação ao mesmo estudo do ano passado. Os casos de reposição salarial ou manutenção representaram 35% dos cargos enquanto aqueles que registraram queda somaram 14% das posições. Dos 513 cargos analisados, os que apresentaram os maiores acréscimos na remuneração foram Business Partner (RH), com 40%; Analista de Expansão (Saúde e Life Science), 40%; e Gerente de Operações (Supply Chain & Operações), 35%.

 

"A previsão de crescimento do PIB gera confiança no mercado a curto e médio prazo. Esse sentimento é crucial para as empresas decidirem investir em suas operações no Brasil, e isso passa pela valorização do capital humano. As companhias que pretendem crescer nos próximos anos sabem que parte desse investimento terá de ser feito no time de colaboradores, os responsáveis diretos pela criação e execução das estratégias da empresa. Alguns setores, como infraestrutura, construção civil e a indústria de um modo geral, começam a mostrar sinais de recuperação. Esses indicadores ajudam a explicar em parte a melhora na folha de pagamento dos executivos brasileiros", explica Gil van Delft, presidente do PageGroup no Brasil.

 

Além do tradicional mapeamento de salários, neste ano o PageGroup entrou em contato com cerca de 6 mil profissionais de todo o Brasil para entender quais são suas reais impressões sobre o mercado atual. Os executivos consultados ocupam cargos que vão desde posições de suporte à gestão (Page Personnel) até alta e média gerência (Michael Page). A empresa procurou entender como os profissionais exergam sua carreira, a possição do empregador no seu desenvolvimento profissional e outros fatores que completam a remuneração.

 

Para elaborar o estudo, o PageGroup consultou neste ano 6 mil profissionais de todo o Brasil para entender quais são suas reais impressões sobre o mercado atual. A partir dessa consulta, a companhia conseguiu traçar a remuneração mensal de 513 cargos em 14 setores (Engenharia & Manufatura, Supply Chain e Operações, Varejo, Vendas, Marketing & Digital, Tecnologia da Informação, Jurídico, Saúde & Life Science, Financeiro & Tributário, Seguros, Bancos e Serviços Financeiros, Recursos Humanos, Imobiliário e Construção e Secretarial & Business Support). Os cargos foram listados em faixas salariais mensais que variam de acordo com a experiência do profissional (júnior, pleno, sênior ou coordenador) e porte da empresa (pequeno, médio ou grande).

 

 

13 de 14 setores estão com remunerações em alta ou estáveis

 

De acordo com o Guia de Salários PageGroup 2019, quase que a totalidade dos setores pesquisados apresentaram mais cargos com alta ou manutenção da média salarial quando comparado com o levantamento anterior. A exceção ficou por conta do segmento Imobiliário e Construção, o mais afetado pela queda salarial, registrada em 46% dos cargos.

 

Também foi feita a análise dos cargos por setor para entender o percentual de profissões contempladas pela remuneração em alta ou estável:

 

Supply Chain e Operações e TI – 96%

 

Jurídico, RH e Secretariado e Business Support – 100%

 

Financeiro e Tributário – 95%

 

Varejo, Bancos e Serviços Financeiros – 91%

 

Vendas – 87%

 

Engenharia e Manufatura – 85%

 

Saúde e Life Science – 81%

 

Marketing & Digital – 77%

 

Seguros – 60%

 

Imobiliário e Construção – 54%

 

Remuneração por área

 

Supply Chain & Operações

 

É possível observar que Compras e Supply Chain assumem um papel de protagonismo dentro das corporações, sendo um dos responsáveis por redução de custos e, também, pela satisfação do cliente quando o tema é atendimento.

 

Nota-se que as empresas se preparam mais estrategicamente para 2019, com a exigência de profissionais mais preparados e que falem inglês fluentemente.

 

Do outro lado, o Brasil entra na mira de investidores estrangeiros, mesmo em um cenário político mais conturbado. "É inegável que as posições para Operações exigem cada vez mais idiomas diversos, o que se tornou ponto diferencial dos candidatos. Muitos profissionais de Logística não falam inglês fluentemente, e isso pode ser um impeditivo para progressão na carreira", conta Gil.

 

 

 

 

Remuneração

 

Média

 

Cargos que tiveram aumento

 

34%

 

Cargos que tiveram estabilidade

 

62%

 

Cargos que tiveram queda

 

4%

 

Cargos que tiveram maiores aumentos salariais:

 

Gerente de Operações: 35%

 

Gerente e Diretor de Compras: 22%

 

Veja também: