ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Transfolha

 

Diretor de Operações da Expresso 3300, comenta sobre planos e nova operação na Nissan

Por Christian Presa | Redação MundoLogística

A Expresso 3300 é um operador logístico fundado em 2009 em Curitiba (PR), e é uma das organizações que constituem o Grupo Inglat, formado exclusivamente por empresas nacionais. Entre os diferenciais da Expresso 3300 estão acompanhar às necessidades do mercado e atender seus clientes de forma flexível, única e customizada, especializada como operador logístico Warehouse ou InHouse atendendo todo o território nacional e internacional, cumprindo todas as exigências previstas pela legislação.

Entre os segmentos em que a empresa atua estão, Automotivo e Autopeças, Alimentos e Bebidas, Tecnologia e Computação, Químico e Petroquímico, Papel e Celulose, Máquinas e Equipamentos. Recentemente, a Expresso 3300 foi escolhida pela Nissan do Brasil para assumir uma de suas operações logísticas em Resende (RJ).

A Revista MundoLogística conversou com o diretor de operações da empresa, Sérgio Monteiro. Ele falou sobre os demais diferenciais da empresa, desenvolvimento em meio à crise econômica, planos para os próximos anos e também sobre os desafios frente à operação logística da Nissan.

MUNDOLOGÍSTICA: Entre os diferenciais da Expresso 3300 está o atendimento rápido ao cliente. Pensando em como o mercado tem se tornado cada vez mais exigente, qual a importância de prezar a satisfação plena do cliente?
SÉRGIO MONTEIRO: Atualmente existe uma grande concorrência entre as organizações, manter os clientes satisfeitos não é um diferencial, e sim uma obrigação para todas as empresas que querem manter-se no mercado. Entendemos que não basta suprir as necessidades do cliente, é preciso mantê-los encantados. Conquistando sempre novos clientes, e mantendo os antigos, para garantir o pleno desenvolvimento da empresa que precisa estar inovando com frequência.

Relacionar as atividades, tanto operacionais quanto de gestão, com tecnologia é uma exigência do cenário econômico. Como a Expresso 3300 tem se desenvolvido nesse sentido?
Atualmente relacionamos as atividades operacionais e de gestão através de um sistema ERP com módulos interligados do WMS, TMS, LMS, assim como sistemas de roteirização e rastreamento. Oferecemos aos nossos clientes um portal web para consulta das operações onde podem verificar “online” o andamento das atividades de responsabilidade da Expresso 3300, disponibilizamos uma dashboard com os principais indicadores da operação. Por meio do nosso departamento de Engenharia Logística, buscamos constantemente métodos, ferramentas e meios inovadores de gestão focados no Lean Logistics.

A crise é real e presente, mas algumas empresas conseguem atingir bons números e crescer mesmo assim. A Expresso 3300 desenvolveu algum planejamento específico com esse objetivo?
Expresso 3300 foi fundada em meio à crise de 2008, portanto para nós não existe crise ou uma existência para sobrevivência, mas sim uma empresa voltada ao crescimento constante em busca de oportunidades. O fato da fundação da empresa ter sido em meio a uma crise mundial e permanente no mercado nacional fez com que criássemos novas formas de gestão desenvolvendo métodos e processos enxutos com foco na melhoria contínua. Assim como uma diretriz em custos operacionais e principalmente de staff baixos. Ou seja, trabalhamos para manter os custos baixos, não para reduzi-los. Os investimentos em capital intelectual para as funções estratégicas e um time jovem com alta capacidade de adaptabilidade oxigenam a organização. Um sistema de gestão com base no BSC garante um controle absoluto de nossas despesas e custos, assim como o acompanhamento do nível de serviço, provendo aos nossos potenciais clientes um valor mais competitivo em nossas tarifas. Assim como preservamos o alto nível de serviço seguindo nossos três pilares com foco no cliente: inovação, parceira e flexibilidade. Com isso, estamos nos posicionando no mercado nacional e internacional, aumentamos constantemente nosso market share em todas as divisões de serviços e mantemos um crescimento de pelo menos 27% ao ano no mercado brasileiro.

A Expresso 3300 será a responsável pela operação de gestão de pátio de contêineres da Nissan do Brasil. Como ocorreu esse processo?
A operação de gestão do terminal de contêiner tem como escopo o fornecimento de recursos como equipamentos, mão de obra e sistema integrado para a gestão de containers, materiais e embalagens. O principal diferencial neste processo foi o valor agregado relacionado ao Sistema para Gestão do terminal que fornecerá informações online ao cliente relacionadas aos materiais e embalagens. Assim como todas as informações necessárias para a tomada de decisão quanto à importação e exportação.

No que consiste essa operação de gestão de pátio de contêineres da Nissan?
A Expresso 3300 é responsável pelo monitoramento de chegada dos containers nos portos e na planta. Internamente, executa as atividades operacionais de recebimento, armazenagem, movimentação, gestão de estoque, de container/peças/embalagens. Assim como o abastecimento dos estoques (envio de container para desova) e gestão das embalagens para exportação.

Quais os investimentos necessários para a operação e ao que se destinam?
A Expresso 3300 proveu um investimento próximo a cinco milhões de reais destinados a aquisições de caminhões, implementos e equipamento reach stacker, além da customização do sistema para gestão do pátio de containers e treinamento do time operacional.

Quais os projetos da Expresso 3300 para os próximos anos?
Em nosso planejamento estratégico temos como alvo para os próximos cinco anos nos posicionar no mercado nacional como um provedor de serviço logístico por entregar soluções personalizadas e flexíveis aos nossos clientes, destacando-se no mercado em qualidade, confiabilidade e segurança. Expandiremos nossas regiões de atuação no mercado brasileiro com novas filiais nas regiões sul, sudeste, centro oeste e nordeste. Assim como prevemos um aumento de market share no mercado internacional nos EUA, onde possuímos filiais em Greensboro e Dallas (por meio de aquisição de provedor logístico local), e na Argentina, com filiais em Buenos Aires e Cordoba.

Livros

 

Veja também: