ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Redução de Custos Logísticos

 

Diretor da GKO Informática fala sobre crescimento de 40% no 1º sem de 2017

Segundo comunicado oficial da empresa, a alta foi o dobro do esperado para o período

Por Christian Presa | Redação MundoLogística

Em um contexto de alta evolução tecnológica e tensões políticas e econômicas, sobressai-se a empresa que foca em traduzir a demanda: produzir e prover desenvolvimento com o menor custo no menor espaço de tempo. E algumas dessas empresas conseguem crescer, mesmo em momentos conturbados.

A GKO informática é uma empresa que se dedica ao desenvolvimento de soluções para auxiliar os profissionais da área da logística. Com mais de 30 anos no mercado, a companhia, com todas as subdivisões, foi reconhecida por importantes prêmios do setor.

Com o sucesso de soluções como o software GKO Frete, a empresa cresceu cerca de 40% no primeiro semestre deste ano – o dobro do esperado. Mas, para atingir esse resultado, a GKO Informática precisou exaltar qualidades e adequar a gestão.

A Revista MundoLogística conversou com o diretor comercial da empresa, Ricardo Gorodovits. Ele falou sobre os bons resultados, a gestão para atingi-los e os planos para o futuro.

REVISTA MUNDOLOGÍSTICA: A GKO cresceu 40% no primeiro semestre de 2017, um número bastante expressivo, principalmente no momento político e econômico do país. O que você atribui esse crescimento?
RICARDO GORODOVITS: Atuamos num mercado muito sensível, no qual as empresas percebem em nossa solução a possibilidade de agregar valor ao seu negócio sob diversas óticas. Por exemplo, num momento de expansão econômica, o GKO Frete é extremamente relevante no sentido de manter o controle de processos, de assegurar o nível de atendimento ao cliente, de garantir o melhor relacionamento com as empresas contratadas para o transporte. Já no cenário atual, em que o foco em redução de custos acaba por ser prioritário, o sistema é percebido como um grande aliado nessa direção. E não apenas para empresas que buscam uma solução, mas também para aquelas que já são usuárias do GKO Frete e que pretendem aprofundar o aproveitamento de suas múltiplas funcionalidades para obter ainda mais resultados. Um outro ponto importante é que os casos de sucesso são muitos e as empresas se espelham umas nas outras, o que fortalece a opção pelo GKO Frete. Há uma preocupação em reduzir riscos e as empresas se perguntam: quem tem mais histórias de sucesso? E neste contexto, a GKO sempre aparece como a opção com maior grau de confiabilidade. Finalmente, agregando uma preocupação com head count, a transformação de custos fixos em variáveis e com o desenvolvimento do conceito de BPO (Business Process Outsourcing), houve um grande estímulo ao crescimento de nossa área de serviços terceirizados, seja por meio de recursos da GKO alocados em empresas usuárias do GKO Frete, seja por meio de nossa unidade de negócios LogPartners, que traz para a GKO a função de auditoria de fretes e acompanhamento de entregas. Nesta opção, há ainda um ganho adicional em relação ao compliance, distanciando a operação interna das empresas da aprovação das faturas das transportadoras.

E quais ações foram desenvolvidas para viabilizar esse alto crescimento?
Nossa principal missão, neste sentido, é vincular a GKO à capacidade de resolver as dificuldades existentes na área de gestão de fretes, quaisquer que sejam estas. Queremos que o profissional de logística veja a GKO como o parceiro ideal neste percurso e que a área de TI das empresas perceba a confiabilidade, tanto em termos de segurança quanto em relação à continuidade, que a GKO pode oferecer. Acredito que temos cumprido bem com este objetivo, no qual estamos investindo cada vez mais esforços.

Uma das áreas de destaque na empresa é a de Recursos Humanos. Como essa área contribui para o crescimento da GKO?
Interessante chamar a atenção para este ponto. De fato, a GKO tem muito orgulho de sua equipe, e procuramos motivar nossos colaboradores de diversas maneiras, tanto no dia a dia quanto no longo prazo. Os profissionais que estão conosco, partilham nossa visão e expectativas, sabem que estão numa empresa que os valoriza e pretende vê-los crescer, estimulando-os para isso. Neste momento apoiamos mais de 20% de nossos funcionários a aprimorarem sua formação. É muito comum, em contato com as diversas empresas com quem conversamos, mencionar que o que a GKO tem a oferecer de melhor é a nossa equipe, cujo foco e conhecimento acumulado na área de gestão de fretes para embarcadores faz toda a diferença.

Incorporar tecnologia aos processos é uma necessidade cada vez mais presente, principalmente nos transportes e na logística. Como a GKO, tem trabalhado para identificar as principais demandas das empresas? E quais são elas?
Ainda que este não seja o objetivo da pesquisa que passamos a realizar de dois anos para cá, esta tem nos ajudado bastante a enxergar com mais clareza estas demandas. Olhar para o que acontece fora do Brasil, em especial no Vale do Silício, também nos ajuda a identificar tendências e oportunidades. A isso, se soma o contato do dia a dia com o mercado, sejam empresas que já atuam com a GKO, sejam aquelas junto a quem prospectamos.  Num futuro de curto prazo, as soluções voltadas para a melhoria das informações relativas aos procedimentos de entrega, dando mais visibilidade e, portanto, mais agilidade para a tomada de decisões e na comunicação embarcador/transportador/destinatário parecem ser objeto do desejo de 8 entre cada dez empresas com que conversamos. Outro aspecto muito importante e que foi enfatizado neste período recessivo é a busca pela redução de ociosidades nos equipamentos de transporte. O interessante é que estes dois aspectos têm problemas hoje que são muito evidentes. Pensar que ainda circulamos com um canhoto de entrega em papel, sem qualquer validação efetiva, os esforços de controle deste “documento”, ou lembrar que o índice de ociosidade de nossos veículos pode chegar a mais de 50 % em determinadas rotas ou períodos, esta situação é quase agressiva, faz com que nós, provedores de soluções estejamos muito motivados para atender e equacionar essas dificuldades. Isso fará diferença no custo Brasil, vai além da questão logística apenas.

Quais são os planos da GKO para os próximos anos? Podemos esperar alguma ferramenta que revolucione o mercado, ou o foco será na melhoria das soluções já existentes?
A melhoria contínua das soluções existentes é um caminho que não podemos deixar de lado, é o que assegurará ao mercado que os investimentos realizados seguirão gerando resultados. No entanto, não somos uma empresa que tem receio da quebra de paradigmas. Parte importante de nossas receitas é destinada a inovação. Há uma área da GKO que funciona como uma startup, na qual novas ideias surgem quase todo dia. Algumas são levadas para produtos já existentes, mas há aquelas que são realmente revolucionárias e exigem avaliar alternativas ao que já fazemos. Como em todas as startups, muitas dessas ideias, por mais interessantes e criativas que sejam, não vingarão. Mas outras resultarão em produtos ou serviços que de fato ainda não existem atualmente ou que estejam em operação restrita a ambientes de teste. Porque não pensar num rastreamento, similar ao que se faz hoje com veículos, mas no nível de produtos ou pelo menos de embalagens? Ou num modelo de transporte baseado na locação de veículos autônomos? Ou numa confirmação de entrega enviada pela impressora 3D que acabou de gerar o produto final no ambiente do destinatário? Pretendemos que nossa empresa siga crescendo e gerando valor, e certamente muitas novidades virão, sempre trazendo a marca de qualidade e respeito ao cliente à qual a GKO se vinculou nestes nossos 30 anos de atuação.

Assine Noticia

 

Veja também: