ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
TOTVS

 

Logística para e-commerce


Por que o mercado de monitoramento e gestão de frotas está crescendo?

Artigo | Por Rodrigo Mourad*

A diversificação e customização dos produtos oferecidos é uma das vantagens oferecidas por empresas desenvolvedoras de sistemas. Assim, é possível combinar diversos recursos em um único pacote e obter preços mais competitivos. Com um portfólio amplo, os clientes podem selecionar as ferramentas mais adequadas para o próprio negócio. Os rastreadores são os itens mais básicos e podem ser associados a equipamentos de telemetria, roteirização de entrega e sensores.

A análise do perfil dos clientes contribui para traçar soluções que se adaptam as necessidades de grandes corporações, motoristas autônomos e empresas de pequeno porte. Esse tipo de diversificação atende os requisitos de acesso à informação das operações mais complexas, enquanto também atende à demanda de segurança para evitar a perda de patrimônio de grande valor.

Um dos destaques para os investidores desse segmento são as empresas que trabalham com frotas leves, aquelas que são compostas por carros, motocicletas e veículos utilitários.

Os micro e pequenos empreendedores passaram a representar uma parte significativa do mercado. A sua participação é justificada pelo interesse em tornar a sua operação mais eficiente e conquistar vantagens competitivas. Com isso, é possível economizar recursos e viabilizar o crescimento do negócio sem comprometer a qualidade dos serviços prestados.

Como saber se está hora de investir?
A economia de recursos com custos, manutenções e combustível estão entre os objetivos dos gestores. Portanto, deve-se traçar estratégias que tornem seu negócio mais profissional e aumentem as chances de sucesso em uma área extremamente competitiva.

A operação logística tem impacto em toda a cadeia de suprimentos, na importação e exportação de produtos e no escoamento de mercadorias. Por essa razão, o mercado de monitoramento e o gerenciamento de frotas devem focar em tornar as empresas prestadoras de serviços de transportes mais produtivas e reduzir o risco da operação. Com a melhoria dos resultados financeiros é possível ampliar o negócio e contribuir para o crescimento econômico do setor.

 

*Rodrigo Mourad é sócio da Cobli, startup especializada em controle de frotas, telemetria e roteirização

 

Veja também: