ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Workshop Logística Tributária e Fiscal

 

Assine Noticia


Logística mais inteligente, rentável e ecologicamente correta

Por Michèle Cohonner

Os operadores logísticos enfrentam o desafio de apresentar soluções e estratégias que atendam às necessidades dos clientes. Porém, como desenvolver serviços de alta qualidade e alinhados com a preservação do meio ambiente, sem perder de vista valores competitivos?

Desde 2004, uma solução colaborativa tem sido aplicada com a intenção de apresentar um resultado positivo às expectativas do mercado. Desenvolvida e empregada desde então na França, pela FM Logistic, o conceito de Pooling prevê a otimização dos espaços e entregas, com o objetivo de gerar custos logísticos menores e preservar o meio ambiente.

A aplicação do Pooling permite que duas ou mais empresas, que possuem o mesmo ponto de partida e pontos comuns de entrega, utilizem armazéns e distribuidores multi-industriais que otimizam os processos logísticos. Essa sinergia é um caminho assertivo para ganhos, em termos de custo e de qualidade de serviço.

Além das vantagens aos envolvidos em termos financeiros, outro ponto positivo é o alinhamento com as necessidades do meio ambiente. Imaginando uma situação de colaboração no processo logístico de transporte de cargas, por exemplo, é fácil prever que o aproveitamento de 100% do espaço dos caminhões promoverá uma circulação menor do veículo e, consequentemente, uma redução de emissões de CO2 (dióxido de carbono). Com o preenchimento total dos veículos, a previsão é de um decréscimo de 30 a 35% de emissão de CO2.

A aplicação do Pooling é uma saída inteligente para a difícil equação investimento x retorno, mas também exige uma atuação estruturada e competente do operador logístico que se propõe a oferecê-la. A escolha dos produtos e empresas colaborativas, que dividirão os mesmos espaços de armazenagem e meios de distribuição, e o planejamento preciso desses serviços devem receber toda a atenção. Nesse sentido, a distância geográfica entre as empresas integrantes do Pooling, a compatibilidade dos produtos selecionados e a natureza da distribuição industrial são fundamentais para a detecção dos parceiros corretos caso a caso. Acrescente-se a isso a manutenção de regras claras da gestão técnica e prazos rígidos de entregas.

Mesmo com todos os desafios que os processos colaborativos previstos dentro do conceito de Pooling representam, seus benefícios são inegáveis. Entretanto, o sucesso da parceria caracteriza-se pelo comprometimento de todos os envolvidos, com foco na eficácia dos serviços prestados, eliminação de desperdícios e otimização de espaços, equipamentos e mão de obra.

Com o empenho de todos, operadores logísticos e seus clientes, pode-se concluir que essa é uma operação em que todos lucram, principalmente o cliente, ao receber um serviço de alto nível com um custo muito mais competitivo do que os processos tradicionais. A FM Logistic já disponibiliza, em diversas de suas plantas, serviços dentro desse conceito e prevê, em breve, o oferecimento do serviço no Brasil, para que cada vez mais clientes descubram as vantagens que ele traz para os negócios.

* Michèle Cohonner é diretora-geral da FM Logistic no Brasil. 

 

Veja também: