ÁREA DO ASSINANTE
Inscreva-se em nossa newsletter e fique bem informado!
Workshop Logística Tributária e Fiscal

 

Assine Noticia


Compatibilização de projetos de galpões logísticos traz resultados com retornos esperados

Artigo | Por Ademir Marcos

Evitar surpresas desagradáveis na etapa de obras civis é a busca de todos que estão envolvidos neste mercado.

Especificamente para o mercado do setor de investimentos em galpões logísticos, que trabalha com margens de rentabilidade bastante rígidas, o recurso alocado para desenvolvimento de um empreendimento deve estar alinhado às expectativas de orçamento e tempo de execução, sob pena de comprometer a expectativa de rentabilidade. Nesse sentido, tem-se constatado dificuldades constantes na etapa de compatibilização de projetos de galpões, culminando em conflitos de projetos e incorrendo em custos extras e aumento no tempo de execução das obras.

Quando a fase de projeto é pouco explorada, os projetos são acessados na fase construtiva com carência de detalhes e informações, ocasionando em perda da eficiência e prejuízos nas características do produto que foram idealizadas. Isso é constatado com o grande número de patologias dos edifícios e os gastos com o retrabalho, conforme pode-se verificar no gráfico abaixo:

Para evitar parcela significante de equívocos, a compatibilização de projetos é fundamental. A fim de evitar interferências entre os projetos das disciplinas distintas, seja elétrico, hidrossanitário ou estrutural, por exemplo. A compatibilização correta minimiza o retrabalho, reduz prazos de projeto, garante execução com qualidade e evita desperdícios e elevação de custos.

Essa etapa acompanha todo o desenvolvimento de projeto, desde o estudo preliminar ao projeto executivo, devendo adequar as incompatibilidades entre os projetos, monitorando, apontando e propondo adequações necessárias.

Dentre os benefícios do desenvolvimento de uma compatibilização de projetos adequada pode-se destacar:

  • Garantia de funcionalidade
  • Maior assertividade na execução da obra
  • Evita-se retrabalho durante execução das obras
  • Evita-se perda de material
  • Clara divisão de responsabilidades
  • Redução no custo de obra
 

Para auxiliar na etapa de compatibilização e evitar equívocos na execução de projetos, existe tecnologia ainda pouco utilizada por toda a cadeia de produção de projetos e execução de obras. Um bom exemplo é compatibilização realizada via BIM (Building Information Model), uma excelente ferramenta que pode ser aplicada em obras civis e de infraestrutura de todas as naturezas, desempenhando papel fundamental para a gestão dos projetos executivos em um primeiro momento e na sequencia embasando a definição de orçamento, planejamento e monitoramento e controle do empreendimento, tendo resultados significativos na assertividade no desempenho destas fases do projeto.

Alinhada às ferramentas e novas tecnologias, a visão holística do profissional responsável pela coordenação dos projetos deve ser apurada para identificar as interferências e propor as devidas soluções. Essa interpretação é essencial para o desenvolvimento harmônico entre todas as disciplinas envolvidas e minimizar surpresas.

Em um mundo de negócios extremamente competitivo, é imprescindível que haja planejamento alinhado ao orçamento realizado para execução de uma obra que atenda aos objetivos técnicos e financeiros. Nota-se cada vez mais que incorporadores imobiliários estão em busca de soluções que garantam qualidade, preço e prazo para selecionar os fornecedores e assim garantir que seus próprios investimentos gerem o retorno esperado.

 

Ademir Marcos é CEO da Marcos & Farina.

 

Veja também: